Presidente
Admar Pucci Junior
Presidente do CRECI-PR

TV COFECI

TV COFECI

COAF

COAF

Parceiros

Agenda de Eventos

Setembro 2014
D Se T Q Q Se S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 1 2 3 4

Enquete

O que você quer ver mais no Portal do CRECI ?
 

Intranet



Crédito imobiliário deve crescer de 15% a 20% em 5 anos, estima Abecip PDF Imprimir E-mail

Depois de baterem um novo recorde entre janeiro e dezembro de 2013, quando os financiamentos imobiliários alcançaram R$ 109,2 bilhões, registrando aumento de 32% em relação ao ano anterior, o mercado de crédito imobiliário deve apresentar crescimento significativo nos próximos anos, de acordo com estimativas da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

O crédito deve saltar dos atuais 8,1% do PIB (Produto Interno Bruto) para cerca de 15% a 20% nos próximos cinco anos. Números como a manutenção da renda e baixo índice de desemprego e de inadimplência, que vem sendo revelados nos últimos dias, são alguns dos incentivadores para a continuidade da busca do crédito para esta finalidade. Além disso, a oferta de crédito com juros mais baixos em relação às demais modalidades de empréstimos tende a manter a atratividades para esta categoria de crédito.

Para o presidente da entidade, Octávio de Lazari Júnior, o mercado brasileiro se diferencia do norte-americano e europeu, e por isso não mostra sinais de uma bolha imobiliária. "O brasileiro por natureza compra o imóvel para morar e a maior parte troca a despesa de aluguel por uma despesa de financiamento de imóvel”, avalia.

 
Preços de imóveis subiram 13,7% em 2013 PDF Imprimir E-mail

A alta dos preços dos imóveis prontos registrou uma desaceleração em 2013, mas mesmo assim continuou na casa dos dois dígitos nas principais cidades do País. O índice Fipe Zap, que mede o preço médio anunciado para venda do metro quadrado em sete cidades brasileiras, subiu 12,7% no ano passado, um ponto a menos do que em 2012. Já o índice ampliado, que mede 16 municípios, subiu 13,7%.

Apesar da desaceleração registrada nos números anuais, os dados mensais mostram que no segundo semestre uma nova aceleração já começou a ser sentida. De acordo com o economista da Fipe, Eduardo Zylberstajn, a curva ascendente está fortemente ligada aos dados de emprego e renda do País, que mostraram melhora na vida dos brasileiros com crescimento reais de renda.

Foi assim que o Rio de Janeiro, que já tem o metro quadrado mais caro do País, segundo o índice Fipe Zap, viu os preços subirem nominalmente 15,2%. Esse resultado é creditado ao crescimento da renda da população, que subiu 6% acima da inflação nos 12 meses encerrados em novembro. Em Porto Alegre, em termos reais, a renda cresceu mais do que o preço dos imóveis, reflexo do mercado de trabalho bastante aquecido e taxa de desemprego de 2 6%.

Mas foi em Curitiba que os preços explodiram. Subiram mais de 37% entre 2013 e 2012. De acordo com Zylberstajn, o resultado foi em boa parte uma correção, já que no ano anterior os preços haviam caído na cidade, enquanto subiram no restante do País.

 

Leia mais...
 
Creci-PR lança Operação Veraneio 2013-2014 PDF Imprimir E-mail

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Paraná, Creci-PR, promoveu a abertura da segunda edição da Operação Veraneio 2013-2015 no dia 20 de dezembro. A solenidade realizada na Delegacia Creci-PR de  Matinhos marca o início da ação que visa combater o exercício ilegal da profissão e aumentar a segurança dos veranistas na hora de alugar ou comprar um imóvel no litoral paranaense. Participaram da cerimônia corretores de imóveis, lideranças do setor imobiliário, funcionários e diretores do Creci-PR.

Para promover de forma eficiente a ação, o Conselho deslocará agentes fiscais e funcionários para o litoral durante os 25 dias de operação. Os servidores trabalharão em todas as praias do estado e em Paranaguá. Além de fiscalizar e inibir a atividade de contraventores, o Creci orientará a população como alugar ou comprar um imóvel de forma segura.

A primeira edição da Operação Veraneio obteve excelentes resultados. Durante o período, os agentes fiscais lavraram 238 autos de constatação regular, 326 autos irregulares, 395 diligências, 49 autos regulares eletrônicos, 40 autos de infração, 29 autos de exercício irregular da profissão e 133 notificações.

“Aumentamos o efetivo de agentes fiscais e funcionários com o objetivo de promover uma das maiores ações contra o exercício ilegal da profissão. Queremos valorizar os verdadeiros corretores de imóveis e fazer com que a segunda edição da Operação Veraneio seja ainda melhor do que a primeira”, afirmou o presidente do Creci-PR, Admar Pucci Junior.

Antes de alugar ou comprar um imóvel é extremamente importante verificar se a imobiliária ou corretor de imóveis estão devidamente inscritos no Creci-PR. Estas informações podem ser obtidas no site www.crecipr.gov.br ou pelo telefone (41) 3453-1654.

 
Capitais ganham mobilidade urbana PDF Imprimir E-mail

O Clube Atlético Paranaense prevê para o dia 26 de março de 2014 a reinauguração do seu estádio, a Arena da Baixada, que está sendo preparada para sediar quatro jogos da primeira fase da Copa de 2014. As instalações remetem a uma arena multieventos, com cobertura metálica que protegerá 100% das cadeiras, infraestrutura de última geração, espaços para imprensa e amplos vestiários.

A arena terá capacidade para 43 mil espectadores, podendo receber até 60 mil pessoas, com a utilização do gramado, para outros tipos de eventos. Em frente ao estádio, está previsto um centro comercial com área gastronômica, acessível pelo sistema de transporte público.

Onde fica o terreno de um antigo colégio será construído um prédio de 4 mil m2 que abrigará o centro de imprensa e a área de hospitalidade durante a Copa. Depois, o espaço será usado para eventos. O custo estimado da reforma do estádio é de R$ 265 milhões.

Para receber a Copa a prefeitura de Curitiba está investindo em obras de revitalização e sinalização de ruas, de melhoria do transporte coletivo e infraestrutura turística. Somadas as seis obras de mobilidade do PAC da Copa e os títulos de Potencial Construtivo, destinados às obras de reforma e ampliação da Arena da Baixada, a participação do município ultrapassa R$ 340 milhões em recursos próprios.

Parte dos investimentos será destinada à implantação da linha direta (Ligeirão) Eixo de Transporte Norte/Sul, desalinhamento de estações-tubo entre o Terminal da Santa Cândida e a Avenida Munhoz da Rocha; obras de revitalização e infraestrutura viária no bairro da Água Verde e ainda a instalação da estruturas temporárias nos arredores da Arena. A Praça Afonso Botelho, em frente ao estádio, passará por ampla reforma.

“A cidade ganha nova roupagem em função das obras da Copa. As intervenções ocorrem em pontos de grande demanda da população”, comenta o secretaria Municipal Extraordinária da Copa do Mundo da Fifa 2014, Reginaldo Luiz dos Santos Cordeiro.

 

Leia mais...
 
Empresas chegam a vender 40% de seus imóveis por redes sociais PDF Imprimir E-mail

Hoje existem aplicativos nos celulares e portais na internet para tudo: aprender idiomas, cozinhar, falar mal dos ex-namorados ... e não seria diferente quando o assunto é o mercado imobiliário. Empresas do setor investem na interação virtual para tornar suas empresas conhecidas e  alavancar as vendas. Com a evolução da internet e proliferação dos celulares tipo smartphones, a interação tem ido muito além do desenvolvimento de sites apenas com as informações básicas das empresas e empreendimentos. “Essa interação ainda é um desafio do setor. Quem já investe na modernidade das mídias sociais já possui retorno positivo para suas marcas”, opina Nilson Sarti, presidente da Associação  das Empresas Dirigentes do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA). Um exemplo de investimento em redes sociais é a Construtora Tecnisa, que, atualmente, tem 42% do seu faturamento direcionado através de plataformas digitais. A empresa possui pelo menos dez canais de interatividade com os clientes nas mais diferentes redes sociais: Facebook, Instagram, Pinterest, Youtube, Foursquare, dentre outros.

“Desde 2001, a Tecnisa já vendia pela internet. Fazemos essas ações por convicção na importância da interação virtual e não como convenção, o que muitas empresas têm feito hoje. É preciso entender que a rede social não é apenas um mecanismo de venda, mas também de diálogo e a ponte de mídia com os consumidores”, explica Marcelo Trevisani, especialista de redes sociais e marca da Tecnisa. Na Bahia, a empresa possui empreendimentos no bairro do Itaigara, em Salvador, e em Lauro de Freitas.

Leia mais...
 
6 perspectivas para o mercado imobiliário brasileiro em 2014 PDF Imprimir E-mail

No último dia 21 de novembro, o comitê de mercado do NRE-Poli (Núcleo de Real State da Escola Politécnica da USP) se reuniu para debater as expectativas dos membros e de um conjunto de empresários e executivos do mercado para o setor imobiliário em 2014. Abaixo, as principais conclusões para o mercado residencial de imóveis no Brasil no ano que vem.

1 – Preços dos imóveis devem cair em algumas regiões.

De acordo com o relatório do Comitê, divulgado na última quinta-feira (5), em 2014, os preços dos imóveis devem cair em algumas regiões do país. A queda deve ser observada, especialmente, nas capitais onde os estoques de imóveis são muito altos, em relação à demanda. Como exemplos, o relatório cita as cidades de Manaus, onde o estoque é aproximadamente três vezes maior que a demanda; Salvador, que tem estoque perto de 2,7 vezes a demanda; além de Brasília, Vitória (ES) e de algumas cidades do Centro-Oeste, que já estariam mostrando quedas de preços devido ao excesso de estoque contra a demanda e também pelo fato de que algumas empresas estariam abandonando esses mercados e liquidando estoques.

Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 77
Site by Garlix
 
CRECI-PR - Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Paraná
Rua General Carneiro, 680  -  Centro  |  CEP: 80060-150  |  Curitiba - PR  |  Fone: 41-3262-5505